Sentada Gostosa

  Esse fim de semana fomos viajar. Cláudio, por causa do trabalho, viaja muito e eu o acompanho, como sua secretária particular rs. Geralmente saímos às sextas-feiras, mas como tínhamos que levantar muito, muito cedo no sábado, ficamos em casa. Fomos para o quarto e eu fui tomar banho. Quando saí do chuveiro já ouvi uns gemidos e fui começando a ficar excitada. Já sabia que ele havia posto em algum canal pornô e estaria me esperando nu na cama, com o pau querendo ficar duro. Ele sabe que a incumbência de deixá-lo de pau duro cabe somente a mim: adoro colocá-lo ainda mole na boca e sentir que vai crescendo e crescendo, até tocar minha garganta. Entrei no quarto nua, não totalmente enxuta, exalando um perfume suave. O filme que estava passando era de duas dominadoras com um escravinho. Adoro! Se já estava com tesão, vendo as cenas das mulheres obrigando o sub a chupá-las me deixou ainda mais molhada. Deitei na cama com Cláudio e comecei a pagar um boquete bem gostoso, devagarzinho, sentindo minha boca ficar cheia de um cacete lisinho, quente e agora duro. Lambia das bolas até a cabeça, engolia todo, tirava da boca, lambia mais; cuspia no saco dele para deixá-lo mais molhado e fazer minhas mãos deslizarem; tornava a engolir todinho, fazendo pressão e, com ele todo dentro da boca, passava a língua. Boquetava e olhava as cenas deliciosas das mulheres subjugando o escravo. Ainda chupando, olhei para Cláudio e disse que queria ser chupada daquela maneira. Me ergui e sentei na cara dele, esfregando minha buceta com força na boca que tentava chupá-la. Nem me preocupei em bater uma punhetinha pra ele ou mesmo completar um 69, que é o que geralmente faço. Aquele momento era meu e ele estava ali somente para o meu prazer. Sentava cada vez mais forte e levantava somente para que ele respirasse. Rebolava na cara dele com vontade, como se quisesse ter o último dos gozos. Quando senti que estava pra gozar apertei mais forte ainda, sentei sem dó nem piedade. 
 
 
 
  Gozei tão gostoso que quase esqueci de me levantar para deixá-lo respirar rs. Mas o filme ainda estava passando e eu queria mais. Sentei no pau dele e comecei a cavalgar, somente para que ele descansasse um pouco a boca, porque eu já tinha planos de cansá-la ainda mais. Subia e descia naquele cacete muito duro e olhava pra ele com cara de gulosa. Já quase querendo gozar novamente, fui me sentar de novo na cara dele, dessa vez abrindo minha bunda e esfregando meu cuzinho, rebolando e forçando, tornando a rebolar e a forçar. Ele enfiava a língua no meu rabo e eu delirava de tesão. Quando fui gozar, me esfreguei toda nele: buceta, rabo, coxas e o deixei todo melado, do jeitinho que eu queria vê-lo. Me deitei ao lado dele ainda com as pernas bambas, querendo dois minutos pra me recompor. Cláudio então veio com o pau duro e enfiou na minha boca, dizendo que eu já o havia usado e que agora era a vez dele. Mesmo ainda sob os espasmos do gozo, fui fudida na boca por aquela pica que também não se preocupava em ser delicada. Ele estocava como se estivesse metendo na minha buceta e a mim cabia somente aguentar. De repente ele me virou, me colocou com a bunda pra cima e, sem avisar, meteu no meu cuzinho. Eu não estava preparada; apesar de estar com um tesão filho da puta, meu rabinho não estava totalmente relaxado. A dor que senti foi enorme, mas o prazer associado era maior. Ele não parava de bombar e me mandava levantar mais a bunda, me chamando de vadia, cadela, putinha. Ele dizia: 
- Agora vou te foder com força, sua cadela. Vc não é putinha? Então aguenta! Vou arrombar esse seu rabo de vadia, foder tanto ele que você vai pedir pra parar! Levanta essa bunda, sua puta!
Eu obedecia e dava ré com a bunda empinada, sentindo um tesão enorme. Ele não parava de meter e metia com força. Quando foi gozar, me disse que me deixaria melada como eu deixei a ele; tirou a pica de dentro do meu cu e gozou na minha bunda, nas minhas costas, no meu cabelo. Gozei gostoso junto com ele e terminamos largados na cama, exaustos, mas com a satisfação de uma trepada deliciosamente gostosa.
 
Esse conto quem me mandou foram os queridos Veronika e Cláudio 
twitter deles é @VeronikaClaudio 
Beijo da Loira 

3 comentários:

7NANDINHO7 disse...

ISSO É BOM D+... ADOOOOOOOOOORO...

Anônimo disse...

Nossa, que delícia de estória!!

Claudio Elias Do Nascimento disse...

Foi muito bom

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Compartilhe

Share |

Importante

Gostaria de deixar claro que algumas imagens e alguns textos contidos neste blog são retirados da internet, se os proprietários ou donos dos direitos autorais dos mesmos, não estiverem de acordo com a sua publicação, favor entrar em contato comigo!
Agradecida loira_delicia.